Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > InforMMA > Mais Notícias > Missão técnica avalia avanços do Projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia
Início do conteúdo da página

Notícias

Missão técnica avalia avanços do Projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia

Das 117 UCs avaliadas, 77 estão com nível avançado de gestão

Publicado: Terça, 02 Julho 2019 15:56 Última modificação: Quinta, 22 Agosto 2019 18:48
Crédito: Acervo MMA Equipe técnica multilateral reunida em Manaus Equipe técnica multilateral reunida em Manaus

 Manaus (AM) - Entre os dias 26 e 27 de junho se reuniram, na capital do Estado do Amazonas, sob coordenação do secretário de biodiversidade do MMA, Eduardo Camerini, dirigentes e técnicos do Banco Mundial, do Ministério do Meio Ambiente – MMA, do Serviço Florestal Brasileiro - MAPA e dos estados do Amazonas, Acre, Pará e Rondônia, para participar da 2ª missão de supervisão do Projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia - ASL.  A missão tem como objetivo avaliar os avanços na execução do projeto e propor melhorias para a sua gestão. 

Entre as autoridades presentes, além do Secretário de Biodiversidade do MMA, Eduardo Camerini, os Secretários do Meio Ambiente dos estados do Amazonas (Eduardo Taveira) e do Pará (José Mauro de Almeida), do sub-secretario do Estado de Rondônia, Edgar Menezes, e a Especialista Sênior de Meio Ambiente do Banco Mundial Adriana Moreira.

Trata-se de um projeto de 60 milhões de dólares, que faz parte de um programa regional do Fundo Global para o Meio Ambiente - GEF, que envolve ainda o Peru e a Colômbia.  Além dos parceiros citados acima, também participa o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio.

O projeto, coordenado pela Secretaria de Biodiversidade do MMA, tem como objetivos ampliar e aperfeiçoar o gerenciamento de Unidades de Conservação estaduais e federais; aumentar a área sob recuperação e incentivar o uso sustentável das áreas de floresta e fortalecer as cadeias produtivas dos produtos da biodiversidade na Amazônia.

O projeto tem 4 componentes: 1- Sistema de Áreas Protegidas da Amazônia - Programa ARPA; 2 - Gestão Integrada da Paisagem; 3 - Políticas Públicas e Planos para a Proteção e Recuperação da Vegetação Nativa e 4 - Capacitação, Cooperação e Gerenciamento do Projeto.

Entre suas metas estão melhorar a gestão de 117 Unidades de Conservação, aumentar em 28.000 hectares a área sob recuperação, estabelecer 1.4 milhão de hectares sob plano de manejo ou concessão florestal e fortalecer as cadeias de produtos da biodiversidade da Amazônia.

Ainda em fase inicial de execução, o projeto apresenta avanços consideráveis. As metas para o componente 1 estão sendo cumpridas, sendo que 77 unidades de conservação contempladas estão com nível avançado de gestão. Cerca de 60% das atividades previstas nos componentes 2, 3 e 4 para a primeira fase do projeto (até 2020) estão em processo de contratação.

Avaliando os resultados da missão, o Secretário Eduardo Camerini destacou que “é muito gratificante ver este projeto avançando em alinhamento como as políticas federais e estaduais, o que garante sua boa governabilidade e o alcance das metas definidas, em consonância com as diretrizes governamentais”.

Para mais informações sobre o projeto acessar o link http://www.mma.gov.br/biodiversidade/projetos-sobre-a-biodiveridade/projeto-gef-paisagens-sustent%C3%A1veis.html

Ascom/MMA - (61) 2028-1227

Ler 1127 vezes Última modificação emQuinta, 22 Agosto 2019 18:48
Fim do conteúdo da página