Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

GT Sacolas Plásticas

Grupo de Trabalho Sacolas Plásticas

Instituído pela Portaria MMA no. 404, de 13 de dezembro de 2012, o GT Sacolas Plásticas tem como objetivo estudar o consumo sustentável de sacolas plásticas e propor o disciplinamento normativo da matéria.
São atribuições do GT Sacolas Plásticas:

•    identificar as tecnologias disponíveis no Brasil e avaliar os seus reais impactos no meio ambiente, natural e urbano, levando em conta os diferentes cenários de uso das sacolas plásticas;
•    analisar a possibilidade de criação de certificações para os diferentes tipos de sacolas plásticas descartáveis e reutilizáveis, com o intuito de orientar o consumidor;
•    selecionar tópicos e conteúdos a serem abordados em campanhas de conscientização sobre os problemas advindos do uso e descarte inadequados de sacolas plásticas;
•    discutir os padrões de consumo sustentável de sacolas plásticas descartáveis e o papel das sacolas reutilizáveis na política de redução preconizada pelo Plano de Ação para Produção e Consumo Sustentáveis; e
•    identificar e avaliar instrumentos normativos, bem como propostas em tramitação, no Brasil e no mundo, com a finalidade de obter subsídios para o disciplinamento normativo objeto do GT Sacolas Plásticas.

O GT Sacolas Plásticas será constituído por integrantes, titular e suplente, das seguintes Secretarias do Ministério do Meio Ambiente:

•    Secretaria-Executiva;
•    Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental;
•    Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano; e
•    Secretaria de Qualidade Ambiental e Mudanças Climáticas.

O Ministério do Meio Ambiente convidará para também compor o GT Sacolas Plásticas:

•    Secretaria Nacional do Consumidor-SENACON, do Ministério da Justiça;
•    Instituto Nacional de Metrologia-INMETRO; e
•    Instituições de defesa do consumidor da sociedade civil;
•    Entidades sem fins lucrativos do terceiro setor que atuem no campo do consumo sustentável e da sustentabilidade;
•    Instituições representativas do setor supermercadista;
•    Instituições representativas do setor da reciclagem;
•    Instituições representativas do setor de embalagens plásticas;
•    Instituições representativas do setor de fornecedores de resina para a produção de sacolas plásticas; e
•    Instituições representativas do setor acadêmico que atuem no desenvolvimento tecnológico ou em laudos científicos na cadeia dos plásticos.

Os representantes dos órgãos e das entidades serão indicados formalmente por seus respectivos dirigentes e designados por ato da Ministra de Estado do Meio Ambiente.

Caberá à Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente a Coordenação das atividades do GT Sacolas Plásticas e à Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental - SAIC a Secretaria Executiva.

A atuação do GT Sacolas Plásticas consistirá em:

•    Reuniões de trabalho para a promoção do diálogo entre as partes interessadas;
•    Convite a instituições ou pessoas com atuação relevante no tema objeto da competência do GT Sacolas Plásticas; e
•    Discussão e aprovação de propostas de ato normativo sobre a matéria.

As reuniões a que se refere o inciso I constarão de calendário de atividades aprovado pelo próprio GT Sacolas Plásticas.

O GT terá duração de 6 (seis) meses contados a partir de sua primeira reunião formal, a ser convocada por sua Coordenação, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

Acompanhe aqui as datas das reuniões do GT e suas atas.
Instituições que compõem o GT Sacolas Plásticas
Nota Técnica MMA de criação do GT Sacolas Plásticas
Relatório Final - GT Sacolas Plásticas
Fim do conteúdo da página