Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Uso Racional dos Recursos

Nos atuais padrões de produção e consumo, surge a cultura do desperdício, que ultrapassa as camadas de alta renda e paradoxalmente atinge as camadas menos favorecidas. Cabe-nos refletir sobre a origem e a hegemonia de uma cultura pautada pelo desperdício.

Tanto a proteção ambiental, em face da crescente demanda, quanto a potencialização de novas possibilidades de oferta ambiental, adquirem importância extraordinária, cuja influência sobre o desenvolvimento se torna cada vez mais relevante. Uma abordagem básica relacionada às preocupações ambientais constitui-se na utilização positiva do meio ambiente no processo de desenvolvimento. Trata-se da valorização de recursos que ainda não haviam sido incorporados à atividade econômica. Num dado momento histórico, os conhecimentos técnicos permitem uma utilização dos recursos socialmente aceitável. É recurso hoje o que não foi recurso ontem. Poderá ser recurso amanhã o que não foi percebido hoje enquanto recurso.

A economia brasileira caracteriza-se por elevado nível de desperdício de recursos energéticos e naturais. A redução desses constitui verdadeira reserva de desenvolvimento para o Brasil, bem como fonte de bons negócios. Quando se fala em meio ambiente, passam despercebidas oportunidades de negócios ou de redução de custos. Sendo o meio ambiente um potencial de recursos mal aproveitados, sua inclusão no horizonte de negócios pode gerar atividades que proporcionem lucro ou pelo menos se paguem com a poupança de energia, de água, ou de outros recursos naturais. Reciclar resíduos, por exemplo, é transformá-los em produtos com valor agregado. Conservar energia, água e outros recursos naturais é reduzir custos de produção.


linha cinza 01 05b


Usinas Hidrelétricas
Impactos Ambientais da Geração de Energia:
Grandes hidrelétricas tendem a alagar áreas extensas, modificando o comportamento dos rios barrados. A biota e os ecossistemas podem ser alterados. A vegetação submersa decompõe-se, dando origem a gases como o metano, que tem impacto no chamado "efeito estufa" e causando mudança no clima. Cidades e povoações, inclusive indígenas e tradicionais, podem ser deslocadas pela construção da barragem. O novo lago pode afetar o comportamento da bacia hidrográfica. Com a operação, ocorrem assoreamentos que, em conjunto com outros fatores, podem ocasionar mudanças na qualidade da água.


Usinas Térmicas
As usinas térmicas a combustíveis fósseis causam outros tipos de poluição ambiental. Elas emitem uma série de gases de efeito estufa como o dióxido e o monóxido de carbono, o metano e, no caso das térmicas à carvão e óleo, óxidos de enxofre e nitrogênio, que na atmosfera, dão origem às chuvas ácidas que prejudicam a agricultura, as florestas e até mesmo monumentos urbanos.



linha cinza 01 05b

Eficiência Energética em Prédios Públicos

• Relatório de Diagnóstico e de Proposta de Retrofit Energético de Edificações
• Manual de Conservação de Energia em Prédios Públicos
• Produtos com a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia
• Retrofit no Ministério do Meio Ambiente


linha cinza 01 05b

Ainda nesse tema

 Cartilha Energia: Como Analisar Gastos com Energia Elétrica
Descarte de Lâmpadas de Iluminação Pública


linha cinza 01 05b

Veja também


 Gestão de Resíduos
 Licitação Sustentável
 Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho
 
Sensibilização e Capacitação dos Servidores

linha cinza 02b
Fim do conteúdo da página