Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Quarta, 13 Setembro 2017 17:00

Desertificação: país adere a programa mundial

Em conferência das Nações Unidas na China, Brasil firma acordo que permite acessar recursos internacionais.


LETÍCIA VERDI

Durante a 13ª Conferência das Partes (COP13) da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD), em Ordos, interior da Mongólia, na China, o Brasil aderiu ao programa Neutralidade da Degradação da Terra (sigla LDN, em inglês). O programa deriva do objetivo 15.3 da Agenda 2030 das Nações Unidas: “Até 2030, combater a desertificação e restaurar a terra e o solo degradado, incluindo terrenos afetados pela desertificação, secas e inundações, e lutar para alcançar um mundo neutro em termos de degradação do solo”.

Ao ser o 111º país a aderir ao programa, o Brasil poderá acessar recursos de fundos internacionais para a implementação da Política Nacional de Combate à Desertificação, por meio da Estratégia de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução à Vulnerabilidade as Mudanças Climáticas (Urad).

A estratégia Urad foi apresentada pelo diretor de Desenvolvimento Rural Sustentável e Combate à Desertificação do Ministério do Meio Ambiente, Valdemar Rodrigues, em evento paralelo (side event) promovido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

DELEGAÇÃO

O Brasil está representado na COP13 por uma delegação de 11 pessoas, comandada pelo chefe de divisão de Meio Ambiente do Ministério das Relações Exteriores, Marcelo Bohlke, e pelo diretor do MMA e ponto focal da UNCCD no Brasil, Valdemar Rodrigues.

Em reunião bilateral, a secretária executiva da UNCCD, Monique Barbut, destacou a importância da adesão do Brasil ao programa Neutralidade da Degradação da Terra e a integração entre as três convenções da ONU - Mudança Climática, Biodiversidade e Desertificação.

A equipe técnica do Departamento Desenvolvimento Rural Sustentável e Combate à Desertificação do MMA participou das reuniões do grupo dos países da América Latina e Caribe (GRULAC) para discutir a agenda da COP13, buscando um posicionamento do grupo em relação às estratégias decenal da UNCCD (2018 – 2030). Nessas reuniões, são levantadas as contribuições para Carta de Ordos, documento final da conferência, que termina no dia 16 de setembro.

 


Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)
(61) 2028-1227/ 1311/ 1437
imprensa@mma.gov.br

 



Fim do conteúdo da página