Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto TEEB Regional-Local

TEEB menu 4

O projeto TEEB Regional-Local busca promover a integração dos serviços ecossistêmicos nos processos de tomada de decisão em políticas públicas e na atuação empresarial, visando a conservação da biodiversidade e o desenvolvimento sustentável. Alinhado com a iniciativa internacional da Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade (TEEB em sua sigla em inglês), o projeto destaca os benefícios que a diversidade biológica e os serviços ecossistêmicos promovem para a sociedade, bem como os crescentes custos advindos de sua perda ou degradação.

Entre 2012 e 2019, no contexto da Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável, o projeto desenvolveu abordagens inovadoras para a construção de estratégias, programas e instrumentos de políticas públicas e para aplicação no setor empresarial. As atividades abrangem os níveis federal, regional e local, com foco nos biomas Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia.

RF10 7007 ed 2
As atividades têm como foco a integração de serviços ecossistêmicos em quatro temas: (1) Políticas públicas de planejamento, ordenamento territorial e de áreas protegidas; (2) Políticas públicas de incentivos econômicos para a conservação e uso sustentável da biodiversidade e ecossistemas; (3) Estratégias de gestão empresarial e (4) Desenvolvimento das contas econômicas ambientais.

A incorporação do valor da biodiversidade e de serviços ecossistêmicos permite que gestores públicos e privados possam otimizar a tomada de decisão, uma vez que reconhecem vulnerabilidades e dependências relacionadas às funções dos ecossistemas, evitando assim possíveis impactos e perdas econômicas. Entre os resultados obtidos ao longo de sete anos destacam-se o aprimoramento e a criação de políticas públicas federais e estaduais, o apoio a elaboração das contas econômicas ambientais de água, floresta e energia e a implementação de casos-piloto em empresas e negócios.

A implementação do projeto contou com a parceria do Ministério do Meio Ambiente, da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do governo alemão por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, bem como órgãos dos governos federal (IBGE, ANA, SFB, EPE, ICMBio, IBAMA), estadual/distrital e municipal, organizações da sociedade civil, instituições de pesquisa, federações estaduais da indústrias e empresas privadas.

Conheça mais sobre a inserção da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos na tomada de decisões e no planejamento empresarial e de políticas públicas:

menu políticaspúblicasmenu empresarialmenu contas                                         menu capacitação grandemenu publicações grande

 
O projeto TEEB compilou as principais iniciativas nacionais e internacionais que atuam no tema de serviços ecossistêmicos e da biodiversidade. Duas destas, foram parceiras do projeto, TeSE/FGV e Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES). Contou ainda com a parceria do projeto ValuES, uma iniciativa de cooperação global que propicia o fortalecimento de projetos em serviços ecossistêmicos em mais de 15 países.
 

Para saber mais sobre Serviços Ecossistêmicos, clique aqui.

Fim do conteúdo da página